Confira alguns materiais sustentáveis utilizados na Construção Civil

O setor da Construção Civil tem buscado, cada vez mais, por novas soluções para atender às necessidades dos clientes de forma rápida e eficaz, desenvolvendo projetos sólidos e sustentáveis.

Um dos pontos fortes tem sido a introdução das práticas de sustentabilidade que podem fazer parte de qualquer tipo de construção, propiciando não só mais harmonia aos ambientes, como personalidade, conforto, qualidade de vida e bem-estar para seus moradores.

Hoje, optar por materiais sustentáveis na construção já se tornou um requisito imprescindível, pois, além de contribuírem para a saúde do meio ambiente, eles também são capazes de gerar economia no consumo de água e até de energia elétrica.

Entre os materiais sustentáveis utilizados está o tijolo ecológico, que é feito a partir de uma mistura de terra, água e apenas 10% de cimento, além do que no seu processo de fabricação não se utiliza queima de madeira nem forno, como nos tijolos convencionais, apresentando a mesma qualidade.

Outros materiais bastante utilizados são os blocos de adobe, feitos de uma mistura de água, terra e fibras naturais como palha e esterco, ou seja, uma técnica utilizada há milhares de anos em inúmeras edificações como, por exemplo, a Muralha da China.

Uma boa opção sustentável é a madeira plástica, também conhecida por madeira ecológica, que é produzida a partir de resíduos de plástico e fibras naturais como ráfia e casca de arroz e apresenta a vantagem de não precisar de envernizamento, não enferrujar, não sofrer com rachaduras, ser resistente à umidade e apresentar imunidade às pragas, além de trazer conforto térmico ao ambiente.

Outra excelente alternativa à madeira comum é a madeira de demolição que é reaproveitada de demolições e está diretamente ligada à sustentabilidade, pois ao invés de ser extraída do meio ambiente é reutilizada sem causar quaisquer prejuízos ao ecossistema. Este tipo de madeira tem se destacado em construções e projetos de arquitetos renomados, além de ser muito requisitada para projetos de decoração.

O uso de painéis solares como forma sustentável também tem crescido significativamente no mundo, a exemplo do Estado do Espírito Santo, onde há insolação durante o ano todo. Isto porque eles geram energia para o sistema elétrico da construção, aproveitando a energia do sol que é irradiada no telhado, onde as placas solares são instaladas, e continuam a produzir energia mesmo em dias chuvosos.

No que diz respeito à economia de energia, outra excelente opção é o uso de lâmpadas de LED, que geram iluminação por pequenos dispositivos consumindo muito menos energia e oferecendo maior luminosidade, além de durarem muito mais que as lâmpadas fluorescentes econômicas, sem contar que estão livres de substâncias nocivas ao meio ambiente como o mercúrio e não emitem raios ultravioletas nem infravermelhos que representam danos à saúde.

Quando falamos em sustentabilidade, um ponto muito importante que está sendo cada vez mais adotado é o sistema de reúso da água da chuva para limpeza das partes comuns do condomínio e de calçadas e irrigação de plantas, podendo trazer economia de até 50% no orçamento com água. Para implantar este sistema, uma das formas é construir uma caixa d’água de reúso encoberta, a outra é montar um sistema de calhas que direcione a água da chuva do telhado para um reservatório específico de armazenamento ou, ainda, pode-se aproveitar a água do ar-condicionado split que, ligado a noite toda, pode gerar até 8 litros de água.

São inúmeros os materiais sustentáveis hoje utilizados na Construção Civil e só para citar mais alguns temos o bambu bioplástico, o telhado verde, o ecotelhado branco, vidro de janelas com proteção solar, ar-condicionado Inverter, cortina de plástico reciclado, painéis acústicos de madeira e o ecogranito, entre muitos outros que voltaremos a discorrer neste Blog.

Sempre preocupada em trazer em suas construções o que há de melhor para preservar o meio ambiente e a saúde dos moradores, a Casamorada lança o empreendimento Eco Itaparica, que contará com várias práticas de sustentabilidade.

O Eco Itaparica contará com sistema de captação de energia solar para utilização do condomínio, sendo que a Casamorada é pioneira no Estado do Espírito Santo no uso desta tecnologia.

Este empreendimento terá, também, a iluminação de todas as áreas comuns com lâmpadas LED, gerando maior economia e durabilidade, contribuindo para a preservação do meio ambiente.

Outra novidade do Eco Itaparica, em temos de práticas sustentáveis, é que os resíduos gerados na sua construção passarão por um processo de coleta seletiva com destino final controlado.

Entre outras práticas estão os Sensores de Presença nos halls, escada de incêndio e garagens garantindo economia de energia, uso eficiente e maior durabilidade do sistema de iluminação; sistema de acumulação e aproveitamento de água da chuva para uso nas áreas comuns, diminuindo custo condominial e preservando a natureza e o aproveitamento da água gerada pelos aparelhos de ar condicionado dos apartamentos para uso do condomínio.

Considerando que qualidade de vida é algo que a Casamorada leva muito a sério, o Eco Itaparica será entregue com Bike Sharing, que disponibiliza bicicletas para uso compartilhado dos moradores.

A Casamorada reafirma, ainda, seu compromisso com o meio ambiente utilizando madeiras de reflorestamento em todas as etapas da obra, inclusive nas portas e batentes do empreendimento.

Vale a penar conhecer o Eco Itaparica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *